logoGP

2018



2017



2016

Jornal Prácia

O mais tradicional jornal dos ucranianos no Brasil.

A imprensa ucraniana no Brasil tem o seu início já em 1904, quando foi fundado o “Comitê da Imprensa” para estudar a possibilidade de imprimir um jornal e livros para a imigração ucraniana. Em 1907 nasce o primeiro jornal ucraniano no Brasil “Zoriá” (a Estrela) e logo em seguida o “Prapor” (O Estandarte). Ambos tiveram duração breve. Em dezembro de 1912, sai o primeiro número quinzenal do jornal “Prácia” (O Trabalho), editado em Prudentópolis na tipografia dos Padres Basilianos, sendo o primeiro Redator o Sr. Osyp Martenec.

No editorial do primeiro número, que é preservado originalmente na Gráfica Prudentópolis, o redator explica a finalidade do jornal: oferecer suporte e informações de caráter político, cultural e religioso para o povo ucraniano no Brasil e elevar o seu nível cultural, fornecendo notícias internacionais, nacionais e da terra de origem desse povo – Ucrânia.

Nesse primeiro editorial, explica-se por que a denominação “Prácia” (O Trabalho): é com trabalho que todos os povos elevam o seu nome na arena internacional; é com trabalho que o povo Ucraniano progride aqui no Brasil. É com o fruto do trabalho que esse povo vai se organizando e rompendo as fronteiras para, aos poucos, constituir-se como um povo organizado em todos os seu aspectos aqui em terras brasileiras.

Em 1913, morre o primeiro redator do Prácia o Sr. Osyp Martenec e, a partir dessa data, a redação fica a cargo de uma equipe de Padres Basilianos em Prudentópolis. Em maio de 1915, o jornal “Prácia” passa a ser semanal. Justifica-se a edição semanal pela necessidade de em dar ao povo algo a mais para leitura e auxiliar os imigrantes, especialmente aqueles que encontram mais dificuldades de comunicação na língua da nova Pátria, onde faltam escolas, igrejas e centros culturais para matar a grande saudade da Pátria de origem. O “Prácia” quer trazer mais ânimo ao povo, incentivá-lo para o trabalho, luta e gratidão a Deus pela nova Pátria com tantas perspectivas de sucesso.

O “Prácia” só saiu de circulação durante um breve período da Segunda Guerra Mundial, por ordem do então Presidente Getúlio Vargas, que tinha proibido todas as publicações estrangeiras no Brasil.

A composição do jornal, inicialmente era totalmente manual, letra por letra, com tipos importados da Europa e somente em 1954 a Gráfica adquiriu um linotipo para compor os caracteres. Atualmente tudo é feito por composição eletrônica e impressão em offset.

O “Prácia” hoje é bissemanal, a sua tiragem atual é de 2.700 exemplares e é editado em Ucraniano com duas páginas na língua portuguesa. Os leitores são imigrantes e descendentes de imigrantes no Brasil como também em outros países.

O “Prácia” oferece aos leitores material de leitura religiosa e educacional, notícias da Igreja e do mundo, e principalmente um noticiário seleto em ucraniano e em português dos acontecimentos religiosos, políticos e culturais da Ucrânia.